29 maio, 2017

Liége e arredores

Este foi um fim de semana prolongado, tanto para mim, como para muito belgas. Quinta-feira foi feriado e sexta-feira muita gente fez ponte. E sabe tão bem ter um fim de semana de 4 dias! É uma maravilha. E o nosso foi de facto maravilhoso e muito bem aproveitado. 

Há muito tempo que queríamos conhecer Liége e ainda não tinha surgido aquela oportunidade perfeita para o fazer. Quer dizer, até tinha, mas nem vos conto o que aconteceu. Ora então andava eu a navegar pela Grupon toda contente, quando vejo um hotel com aspeto super romântico, perto do centro e acessível. Tinha tudo para ser perfeito, certo? Comprei logo este voucher da Grupon porque não queria mesmo perder a oportunidade. Coloquei na caixa de correio para fazer uma surpresa ao meu Daniel (é SEMPRE ele que vai à caixa de correio). Ele chega a casa, com a carta na mão e eu em pulgas para que ele abrisse a carta e ficasse tão contente quanto eu. Mas, de repente ouço assim: "Queres ir outra vez a Lille?". Pronto, mudei logo de cor. É que eu juro que li Liége, mas afinal o voucher era para um hotel em Lille! Acho que os meus olhos viram o que a minha mente e coração queriam ver 😜

Então este fim de semana resolvemos e fomos MESMO a Liége. E agora já somos 3 😀

Ficámos alojados nos arredores de Liége e só no domingo é que fomos ver o que a cidade tinha para nos oferecer. Sexta-feira e sábado foi muito à base de descanso, comer bem, passear no jardim da casa onde ficámos e repeat ... 

No sábado deu para irmos visitar e passear pela barrage gileppe. O piso era plano, perfeito para andar com carrinho de bebé. O céu estava limpo, o sol radiante e nós super contentes!




No domingo foi dia de visitar Liége. Acordámos com chuva, mas o sol não tardou a aparecer. A ideia não era entrar em museus, ou explorar a fundo a cidade. Caminhámos muito pelas ruas e pelas diversas praças da cidade. E eu gosto disso! Gosto de explorar a caminhar, sentir a atmosfera e a energia que cada cidade tem para nos oferecer. Liége não é das cidades mais bonitas da Bélgica (no meu ponto de vista), mas é uma cidade espaçosa, cheia de vida, tem muita luz, tem muitas esplanadas e todas elas convidativas, tem um cais e é muito relaxante por lá caminhar, tem muita gente e tudo isto faz com que nos sintamos bem e com vontade de voltar.  





Esta escadaria leva-nos à citadelle, mas nós não nos atrevemos a subi-la com um carrinho de bebé. Foi só mesmo para a foto 😝 

Esteve um fim de semana lindo e de muito sol e foi tão bom!!!


Desejo uma ótima segunda-feira a todos

26 maio, 2017

Serei só eu ... ?

Que começo uma aula de tae bo ou de qualquer outra coisa (zumba, aeróbica, ...) numa certa posição e passados alguns minutos já estou muito mais à frente, muito mais atrás, muito mais à esquerda ou à direita da posição inicial? 

O mesmo me acontece quando estou a andar. Eu bem me tento concentrar e digo a mim mesma: "Fia concentra-te e tenta andar direitinha, nada de andar para a esquerda ou para a direita, como se estivesses com uns copinhos a mais". Mas mesmo assim acontece-me muito! E garanto-lhes que não é por beber uns copinhos a mais 😆

Ah, já agora não se preocupem, que isto a conduzir não me acontece 😜


Um ótimo fim de semana a todos

22 maio, 2017

Almôndegas com sementes de sésamo

Os amantes de sementes de sésamo, como eu, vão gostar desta receita! Então apresento-vos umas almôndegas de vitela com sementes de sésamo. Uma receita muito fácil e muito saborosa.



INGREDIENTES
  • 350gr carne picada (usei vitela)
  • 1/4 de cebola
  • 1 dente de alho
  • 2 colheres de sopa de leite
  • Sal q.b
  • Pimenta q.b
  • Orégão q.b
  • Sementes de sésamo q.b
  • 1 ovo
  • azeite 

PREPARAÇÃO
  1. Num pirex juntar a carne picada, a cebola e o alho bem picadinhos. Temperar com sal, pimenta e orégão.
  2. Juntar o leite ao preparado anterior. O leite serve para ligar bem a carne, permitindo assim que as almôndegas não se desfaçam na hora da confeção. O ideal é deixarem neste marinada durante meia hora, mas se não houver tempo para isso, podem fazer na hora que também fica muito bom.
  3. Num prato fundo bater um novo e noutro prato colocar as sementes de sésamo.
  4. Fazer bolinhas (quanto mais pequenas, mais fácil é para elas ficarem cozinhadas), passar pelo ovo e depois pelas sementes de sésamo.
  5. Cobrir o fundo de uma frigideira com azeite e confecionar as almôndegas até ficarem com aspeto crocante.   
Acompanhei com arroz de cenoura e uma salada.

Espero que tenham gostado desta receita!

Bon appétit ;)

19 maio, 2017

Amamentação

Os benefícios da amamentação, tanto para o bebé, como para a mãe são mais que muitos e são do conhecimento de todos, ou pelo menos, de todas as mulheres que têm ou estão a pensar ter filhos. É um tema cada vez mais abordado, sobretudo no que toca à amamentação em público. Prometo que não é disso que hoje vos venho falar. Na minha opinião a mulher tem de fazer aquilo que mais conforto lhe transmite. Se quer amamentar, então amamenta; se não quer ela lá há-de ter os seus motivos; há muitas mulheres que querem e não o podem fazer; há mulheres que preferem tirar leite e depois dar aos seus filhos pelo biberão; amamentar em público sim desde que a mulher se sinta confortável para o fazer. 

Hoje venho partilhar a minha experiência de amamentação e vou ser o mais honesta e sincera possível. A minha experiência de amamentar já passou por várias fases, na sua maioria muito boas, mas não posso negar que também houveram fases complicadas. 

Imagem retirada daqui
Desde que engravidei, sempre tive em mente amamentar. Aliás, eu rezava para que tivesse muito leite e para que o Tiago gostasse do leitinho da mamã. E felizmente ambas se concretizaram. 

O instinto que os bebés têm em procurar o seio da mãe logo desde o seu nascimento é algo que me fascina e que me emocionou muito quando vivi esse momento! É logo aquele primeiro contacto com o nosso filho. E saber que ele vai crescer e tornar-se forte graças ao nosso leite é maravilhoso. Nos primeiros dias tudo correu lindamente. O Tiago comia muito bem e eu também me sentia cheia de energia. 

Depois passei por uma fase menos boa: fiquei com os mamilos gretados. Se é doloroso? É e MUITO! Saber que o meu menino tinha de mamar a cada 3 horas e que eu ia ter dores insuportáveis, que ia sangrar, era um sentimento muito mau, que até dores de cabeça me provocava. Se deixei de amamentar? NÃO!!! Essa hipótese estava fora de questão. Usei todos os meios disponíveis, informei-me muito mais do que aquilo que já me tinha informado (sim, porque desde o início da gravidez que li muito acerca da amamentação), pedi ajuda já no hospital para verificarem se a posição do Tiago no seio estava correta e confirmou-se que sim, usava cremes adequados para aliviar o mal-estar e acelerar a cicatrização, logo após a mamada passava leite por cima da auréola e até tive de comprar uns mamilos de silicone. Foi uma cicatrização longa, de cerca de mês e meio. Só aguentei porque a minha vontade de amamentar era bem maior do que as dores. 

A verdade é que depois desse tempo tudo voltou ao seu normal, tudo voltou a ser bonito e mágico. Eles começam a crescer, olham-nos nos olhos com uma profundidade tão intensa que as lágrimas até nos saem sem querer, começam a mexer as mãos e fazem-nos miminhos e tudo isso nos provoca sentimentos e sensações inexplicáveis.  

Esta tem sido a minha experiência e estas têm sido as minhas decisões. No entanto, tenho o maior respeito por todas as mães, por aquelas que amamentam, por aquelas que desde início decidem não o fazer, por aquelas que desistem devido às dores, por aquelas que gostariam de o fazer e não podem devido às diversas adversidades! Também é importante que nós mães nos sintamos bem, felizes e confortáveis. Afinal, não é à toa que dizem: mães felizes, bebés felizes! E eu acredito muito nisso. 

16 maio, 2017

Decote tipo barco: uma tendência que adoro

As tendências Primavera Verão 2017 estão qualquer coisa de espetacular. Há muita cor, prints florais, riscas, mangas largas, ..., e há decotes tipo barco. Pessoalmente, gosto muito deste tipo de decote. Acho que combina descontração com elegância e elevam a feminidade que há dentro de cada uma de nós :)

Para qualquer montra que se olhe, em qualquer loja que se entra, em qualquer loja online que se navegue, não há como não se cruzar com este tipo de decotes. Podem-se encontrar em vários tipos de peças, desde camisas, camisolas, vestidos e macacões. 

Se gostarem tanto desta tendência quanto eu, também vão gostar destas peças que se seguem:

camisola 1  Camisola 2

Camisola 1 Camisola 2

Vestido 1  Vestido 2
   
Vestido 1 Vestido 2 


Macacão 1   Macacão 2

As minhas peças preferidas são a camisola com o laço e o vestido de riscas. Têm alguma peça favorita?


Desejo uma ótima quarta-feira a todos

09 maio, 2017

Balanços positivos do doutoramento: amizades

O doutoramento está quase quase a chegar ao fim, mas este QUASE é o que mais custa. Com a aproximação do fim é hora de fazer um balanço destes quatro anos. 

Sem dúvida alguma que um dos aspetos mais positivos são as amizades que foram sendo construídas ao longo destes anos. 

Imagem retirada daqui
Acompanhar o trabalho dos amigos, aplaudir cada uma das suas conquistas, apoiar em cada uma das suas batalhas é um prazer e um grande orgulho. Assim como é muito gratificante saber que eles estão lá para mim. Foram quatro anos de partilhas de sorrisos, de histórias, de muitos cafés e almoços juntos. Juntos fomos aprendendo a respeitar o espaço de cada um, as diferentes culturas, fomos ultrapassando as dificuldades de comunicação, fomo-nos conhecendo sem preconceitos nem competições. Esta caminhada está prestes a terminar, mas estas amizades vão permanecer para sempre. 

Um brinde às amizades que são a família que escolhemos e a minha é maravilhosa!


26 abril, 2017

Liberdade


Hoje é a última quarta-feira do mês de Abril e, portanto, dia de responder ao desafio "palavras [quase] perfeitas, 12 palavras, 12 meses, muitas soluções". A palavra deste mês é Liberdade. No mês onde se celebra o 25 de Abril, esta palavra faz todo o sentido. 

Imagem retirada daqui
Liberdade é por si só uma palavra bonita, poderosa e cheia de charme. Quando penso em liberdade imagino-me a voar como um passarinho, com umas asas grandes e bem abertas. Ao contrário dos passarinhos, o ser humano não tem asas (infelizmente), mas fomos brindados com um cérebro complexo, que faz de nós seres com sentimentos, emoções, capazes de raciocinar e de procurar e instaurar a nossa própria liberdade! Deixando os passarinhos de lado, e representando-me agora como pessoa, imagino-me de braços bem abertos a abraçar o mundo e a gritar "eu sou livre, eu sou feliz". Liberdade e felicidade andam de mãos dadas. Somos felizes porque somos livres, assim como nos setimos livres porque somos felizes.

Liberdade não é fazer tudo o que nos apetece sem pensar, é sim, seguir ideais, traçar objetivos, viver de bem com a nossa pessoa e com todas as outras que nos rodeiam, aceitar quem somos e o que os outros são. Porque nunca se confunda liberdade com libertinagem! A liberdade é saudável, faz-nos viver, faz-nos sonhar, faz-nos conseguir e concretizar. A libertinagem pode ser o caminho para a auto-destruição!   


Beijinhos e não se esqueçam,
Sejam livres, sejam felizes!

24 abril, 2017

14 abril, 2017

Páscoa Feliz

Olá a todos,

Estou tão, mas tão feliz! E sabem porquê? Estou de férias e domingo vamos para Portugal :) 


Desejo a todos uma Páscoa muito feliz, de espírito leve e muito docinha!!!

07 abril, 2017

É mesmo isto ...

Li esta frase e pensei: é mesmo isto que todos nós temos de fazer! É mesmo isto que eu quero e que eu faço, ou pelo menos tento fazer todos os dias: criar um estilo de vida, com o qual eu posso e quero viver!

Todos nós temos os nossos sonhos, os nossos ideais e, às vezes, com a correria dos dias, esquecemo-nos de sonhar, esquecemos o que queremos ... parece que somos apenas levados por uma onda e aceitamos o caminho por onde ela nos guia! O ideal é criar um meio termo, conciliando a realidade e a vida que cada um tem, com os sonhos que nutrimos. 

Concentremo-nos agora no termo realidade! A realidade dos meus dias é, com certeza, diferente da realidade dos vossos dias. Cada um tem a sua e cada um tem de aprender a lidar, a viver e a gostar dela. Temos sempre tendência a comparar a nossa vida, com a vida do vizinho, do irmão, do tio ... como é que ele/ela tem tempo para tanta atividade e eu não tenho tempo nem para respirar? Como é que ele/ela consegue conciliar tantas tarefas só num dia e ainda tem sempre um sorriso na cara? Como é que ele/ela anda fresco como uma alface e só dorme 5 horas por dia? Às vezes fazemos tantas perguntas que nos esquecemos de analisar o mais básico: a vida dela/dela não é a minha vida, não é a minha realidade. E além das realidades serem diferentes, as personalidades também o são. E é tão simples quanto isso! O importante é termos consciência da nossa realidade para a aproveitarmos da melhor forma possível! 


Um beijinho para todos vocês,
Uma ótima sexta-feira e 
Um bom fim de semana

03 abril, 2017

Galinhas???

Uma amiga americana decidiu construir um galinheiro porque quer ter galinhas. Garante que gosta muito deste animal e que as quer única e simplesmente para produção de ovos. Ora adivinhem em quê que eu e os restantes portugueses perdidos em Mons pensámos assim que ouvimos falar em galinhas??? Em arroz de cabidela :) 

Vocês nem imaginam como eu adoro arroz de cabidela! Este é daqueles pratos que só como quando vou a Portugal. Alguém desse lado que goste deste prato tão típico português e tão BOM?


Beijinhos e uma ótima segunda-feira

29 março, 2017

Melancolia

Hoje é a última quarta-feira do mês de março e, portanto, dia do desafio  "palavras [quase] perfeitas, 12 palavras, 12 meses, muitas soluções". A palavra deste mês é "Melancolia". 

Hoje é um dia de alegria, pois celebro 28 anos de vida! Gosto muito de fazer anos, de celebrar, é um dia de mimo, de amor, de alegria e de doces :) Como posso eu falar de melancolia num dia como o de hoje? Pois é, boa pergunta, mas a verdade é que posso, e que até faz todo o sentido.


Aos meus olhos, a melancolia é sentida quando há saudade de alguém, ou de algum momento que já foi vivido e que agora se sabe que não se pode repetir (pelo menos não num futuro próximo)! Como já disse várias vezes, estou a morar na Bélgica, país que me acolheu maravilhosamente bem e no qual sou muito feliz. Não tenho família por perto, ou melhor, tenho a família que eu construí: o meu marido e o meu filho, mas os meus pais e manas não estão por perto. Atenção: isto não é uma lamentação, mas sim uma constatação! Num dia de alegria como o de hoje, também há espaço para alguns minutos de melancolia, porque sei que não vou ter o abraço deles, aquele abraço quente e carinhoso, o qual em tempos eu já senti, mas que hoje, neste momento não é possível. Contudo, como disse, são só alguns minutos, porque o importante é saber que estamos todos bem e felizes e que não há distância que destrua o nosso amor e a nossa união.


Aos que me deram vida, me criaram, me ensinaram, me educaram, me deram e continuam a dar amor incondicional o mais sincero obrigada!

27 março, 2017

Talentos

Na semana passada estive muito ausente: não escrevi nada no blog, li e comentei pouquíssimos blogs. Depositei toda a minha energia na minha família e toda a minha inspiração no meu doutoramento. 

Esta é uma nova semana e quero dedicar parte da minha inspiração também a este espaço que nutro com tanto carinho. 

Ontem tive oportunidade de ver o Got Talent Portugal, na RTP Internacional e fiquei emocionada com o talento que algumas pessoas possuem. Admiro muito o talento, a arte que está dentro das pessoas e admiro ainda mais as pessoas que nos conseguem transportar para esse mundo, sentir e viver esse momento! Que alegria perceber que Portugal é um país cheio de talentos e que há programas que apostam neles e que os incentivam a seguir e lutar por um sonho. 



Assim de repente acho que não tenho nenhum talento, mas gostaria muito de possuir alguns :) Gostava de poder cantar alto, mas se o fizer toda a gente vai fugir, porque admito que canto muito muito mal. Adoro dançar e imagino-me a dançar qualquer coisa, gosto da sensação do corpo fluir ao ritmo da música e da sensação libertadora que é. Nunca aprendi a tocar nenhum instrumento, mas tocar piano é algo que me fascina: acho que é elegante e emocionante. Quem sabe um dia me aventuro na aprendizagem deste instrumento?  

E vocês têm algum talento, ou gostariam de possuir algum?


Desejo-vos uma segunda-feira enérgica!  

16 março, 2017

Quando ...

... Estás na fila de um supermercado com o teu filho e o teu marido, e uma pessoa totalmente desconhecida te dirige a palavra para te dizer que tens um bebé lindo!!!

A minha reação?
Agradecer, com um brilho nos olhos, sorriso nos lábios e muito amor no coração!
Estou cada vez mais apaixonada por este ser pequenino!!!

Aos nossos olhos, os nossos filhos são sempre lindos e deliciosos, não é verdade? E para mim, todos os bebés são lindos, de olhar doce, sereno, genuino e inocente.


Beijinhos para todos e uma quinta-feira cheia de amor 

13 março, 2017

Lima eletrónica velvet smooth - os meus pés agradecem

Os nossos pés são a base de sustentação do nosso corpo e, por isso, merecem cuidados especiais! Há quem defenda que devemos tratar os pés tão bem ou melhor do que tratamos a nossa cara; contudo, não sei se é por andarem quase sempre escondidos, eu esqueço-me de lhes dar a devida atenção (mas tenho-me esforçado).

Ganho muitas calosidades nos pés. Antigamente pensava que era por andar demasiado, por passar muito tempo em pé, mas sinceramente agora acho que esses não são os verdadeiros motivos, porque passo imenso tempo sentada e continuo a ganhar calosidades. No ano passado uma esteticista disse-me que era devido à forma como eu apoio o pé. Talvez tenha razão, mas não há nada que eu possa fazer ... Ou melhor, tudo o que eu posso fazer é tratar melhor dos meus pés e é isso que tenho tentado fazer. 

A minha querida mãe ofereceu-me esta lima eletrónica e não podia estar mais satisfeita! Esta lima promete deixar os pés suaves e bonitos sem esforço, graças a uma lima inovadora com partículas de diamantes que garantem uma maior eficácia. Promete e cumpre ;) Eu notei diferença logo desde a primeira utilização. Fiquei com os pés suaves e sem grandes esforços. Sentei-me no tapete da sala, em frente à televisão e a tratar dos meus pés. Faz algum ruído, mas assim uma coisa muito suave, nada que me incomode.

Claro que para resultados visíveis e duradouros é necessário passar esta lima sobre a pele endurecida com alguma frequência. Eu passo semanal ou quinzenalmente, dependendo das calosidades acumuladas. E além do uso desta lima aplico um creme hidratante

E vocês, o que fazem para cuidar dos pés? Contem-me tudo!

10 março, 2017

Bom fim de semana

Todos os dias são bons para sorrir, para aproveitar os pequenos detalhes da vida, para passear, para estar com os amigos, para abraçar, para beijar, para brindar, para dançar, cantar e TUDO e TUDO!!! 

Tento aproveitar os dias da melhor forma, mas, admito que é ao fim de semana que tenho mais tempo para fazer tudo o que mais gosto e o que mais me dá prazer! 


Desejo a todos um ótimo fim de semana!!!

08 março, 2017

Dia Internacional da Mulher

Hoje é o dia internacional da mulher e não poderia deixar passar em branco.

Muitos dizem que hoje em dia se celebra tudo e mais alguma coisa, que se há dia da mulher também devia haver dia internacional do homem, que não faz sentido a sua existência e por aí fora .... Ora e qual é a minha opinião? Afinal ter um blog é para me permitir expressar, dar a minha modesta opinião e escrever sobre o assunto que me apetecer. Hoje é o nosso dia e apetece-me falar disso ;)

Viemos de muito longe e houve muita luta para chegarmos ao patamar que estamos. A mulher era vista como uma dona de casa, a qual era obrigada a tratar das lides de casa, dos filhos e dos maridos. Se eu tenho alguma coisa contra as mulheres que se dedicam inteiramente à vida doméstica? Claro que não, nada contra, desde que o façam por opção e não por obrigação.

A primeira mulher portuguesa a exercer o direito de voto

A mulher não tinha direito ao voto. Conseguem imaginar este cenário? Assistir a todos os homens a votar e as mulheres não poderem expressar a sua opinião? Isto nem é uma questão de género, é uma questão de humanismo e de civismo. Felizmente uma questão ultrapassada.

A mulher é muitas vezes prejudicada nas questões salariais. Sabiam que muitas vezes, mesmo executando exatamente o mesmo trabalho, o salário das mulheres é inferior ao dos homens? Não acham estas questões injustas? Porquê que isto acontece? Antigamente e, infelizmente hoje em dia ainda há quem diga que os homens fazem os trabalhos fisicamente mais pesados e, por conseguinte, devem ter um salário mais elevado. Eu não poderia estar mais em desacordo. Reconheço que a estrutura física dos homens é mais robusta, mas isso não é razão para desvalorizar o trabalho árduo das mulheres. Simplesmente temos que aceitar que todos os trabalhos são árduos, uns fisicamente difíceis, outros mentalmente desgastantes, mas numa coisa temos de concordar, trabalho é trabalho e não é fácil para ninguém. O que eu mais censuro nesta questão é que isto não é uma disputa entre géneros, ou seja, não é o homem que impõe estas regras, mas sim o poder político que dá asas a estas situações. E isso sim é muito triste!

Já alcançámos muito! Continuamos a ser muito trabalhadoras, somos cada vez mais independentes e cada vez temos mais direitos! O ensino, a educação e a união também são um vínculo para tudo o que já foi alcançado!  

A minha mensagem é: não se trata de uma guerra de géneros, trata-se dos direitos humanos. Todos nós temos sonhos, objetivos, desejos e todos devem ser tratados com igualdade! Sejamos unidos para nutrirmos o humanismo e o civismo!  


Beijinhos e um feliz dia para todos

03 março, 2017

Bowling

No fim de semana passado fomos ao bowling com uns amigos. O plano era ir passear para um parque para sair um bocado de casa e apanhar ar, mas como estava muito frio optámos por mudar o nosso plano e lá nos decidimos a ir ao bowling. Não é algo que façamos com muita frequência. Aliás, arrisco-me a dizer que o fazemos, talvez, uma vez por ano.


Eu começo sempre mal. Não tenho grande técnica, isto para não dizer que não tenho nenhuma; lanço a bola e ela vai sempre pelas linhas laterais. A verdade é que passados alguns minutos, tanto a minha mão, como os meus olhos ganham outra dimensão e, assim de repente, começo a fazer imensos pontos. Não me perguntem como faço, porque nem eu sei. O que sei é que é a segunda vez que vou com este grupo de amigos ao bowling e, pela segunda vez, adivinhem quem é a vencedora???  EU!!! Mas também é a segunda vez que fico sem unha no dedo polegar :( Será esse o preço a pagar para ganhar?

Acreditem que não sou nada competitiva e, se calhar, é por isso que ganho. O que eu mais gosto destes momentos é mesmo poder estar com os meus amigos, partilhar estes momentos com eles, falar e rir muito. 


E vocês costumam ir ao bowling? Gostam? 


Beijinhos e um ótimo fim de semana

27 fevereiro, 2017

Lombos de salmão com molho de soja e laranja

A culinária é uma arte pela qual nutro uma grande paixão e que vai crescendo cada vez mais. Há sempre novos produtos que vou conhecendo, novas combinações, novos sabores, novas receitas, enfim ... é uma arte sem fim! E que bom que é gostar de cozinhar, porque fazê-lo por obrigação deve ser terrível. 

Não sei se já vos tinha dito mas adoro ver programas de culinária. Podemos sempre tirar imensas ideias e, normalmente, são sempre dadas dicas muito úteis. Foi num programa de culinária, mais propriamente no A minha mãe cozinha melhor que a tua, programa que passa na RTP Internacional ao sábado à noite, que me inspirei para esta receita. Partilho com vocês estes lombos de salmão com molho de soja e laranja acompanhados com quinoa. É uma receita muito fácil, de rápida confeção, muito saborosa e saudável.


INGREDIENTES
  • lombos de salmão
  • laranja
  • molho de soja
  • quinoa
  • alho
  • azeite 
  • sal
  • cebola nova
PREPARAÇÃO
  1. Cortar um dente de alho para um tacho, adicionar um fio de azeite e deixar alourar. Juntar a quinoa, água e sal. A quinoa funciona como o arroz, ou seja, para uma medida de quinoa usa-se duas medidas de água. A quinoa demora cerca de 15 minutos.
  2. Espremer metade de uma laranja e guardar a outra metade para decoração. Adicionar a mesma quantidade de molho de soja e levar ao lume até redução. A combinação do molho de soja com a laranja fica perfeita. Para duas pessoas eu usei 50 mL de sumo de laranja e 50 mL de molho de soja.
  3. Grelhar os lombos de salmão. Como o molho de soja é bastante salgado, eu não temperei o salmão com sal.
  4. No final colocar uma porção de quinoa, à qual eu adicionei cebola nova para decorar e também para lhe dar mais sabor; colocar o molho de soja e laranja sobre o salmão, o qual vai escorrer e misturar-se com a quinoa. 

Espero que tenham gostado desta receita!

Bon appétit ;)