20 setembro, 2017

Vegetariano não é sinónimo de saudável


Desde que vim para a Bélgica o meu consumo de carne e peixe diminuiu drasticamente. Primeiro porque a carne é bastante cara (e na altura que vim ainda era estudante e, portanto, com um salário bastante reduzido) e o peixe então nem se fala. Habituei-me a cozinhar com legumes, bem como a tirar o melhor proveito das leguminosas. Depois também vi um documentário dos maus tratos aos animais para nosso belo prazer e fiquei com o coração do tamanho de uma semente. Deram grande ênfase aos animais que têm, tal como nós, sistema nervoso e, por conseguinte, sofrem imenso e sentem. A partir desse documentário é rara a vez que compre carne de vaca , de porco ou anho. Mas atenção eu não as eliminei por completo da minha vida. Até porque se for a casa de alguém não lhes resisto. Assim como também não resisto a um bom enchido. Simplesmente decidimos que no nosso frigorífico iríamos pelo menos tentar ter a menor quantidade possível desse tipo de carnes. Ou seja, a minha alimentação passa muito por carne de aves. 

Estas questões da alimentação estão cada vez mais na ordem do dia. Acho muito importante nos importarmos com aquilo que comemos, mas também acho muito importante pesquisarmos bem sobre o assunto, sermos criticos e não aceitar em 5 minutos aquilo que lemos ou ouvimos. 


Desde já quero esclarecer que esta é só e meramente a minha opinião. Não sou médica, nem nutricionista e estou longe de ser vegetariana. Mas não fico indiferente quando me deparo muitas vezes com a seguinte frase, ou algo do género: "vegetariano por uma alimentação saudável". Uma alimentação saudável é uma alimentação equilibrada! Tanto os vegetarianos como os não vegetarianos podem seguir um regime alimentar saudável. 

Esta semana vi um documentário de vários produtos vegan, altamente processados e com uma percentagem de sal quase 7 vezes superior a um produto não vegan (especialmente produtos vegan a imitar a carne, tais como a mortadela, por exemplo). Acima de tudo devemos saber interpretar a composição dos produtos! Isso sim é importante! 

Já alguma vez refletiram sobre o assunto? O que acham?


19 comentários:

  1. Estou como vocês, também só aves. De resto, só porco e só carne picada ou salsichas. Não consigo comer mais nada.

    E sim, as pessoas têm ideia que aqueles alimentos vegetarianos são super saudáveis e não engordam, mas vão mesmo ao engano. Fazem tão ou pior que as carnes.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Tenho pensado cada vez mais nisso e tenho apostado cada vez mais nas carnes brancas e nos legumes, frescos de preferência. Beijinhos*

    ResponderEliminar
  3. Estou perfeitamente de acordo! =) Tento ao máximo fazer uma alimetação variada, porque as carências e potencialidades de determinados alimentos, acabam por suprir a dos outros, cada um tem as suas qualidades e não devem ser descurados.
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida que temos que estar atentos, nem sempre o que é anunciado como o mais saudável o é de facto.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Tendo filhos pequeninos tenho pensado muito nisso, mas acho que estamos a chegar a um exagero, em que as pessoas comem tudo o que é rotulado de saudável sem pensar no que estão a realmente a comer. Há dias vi um bolo com super bom aspecto e lá dizia o "saudável" no titulo. Ora realmente o bolo não tinha farinhas de trigo nem grandes quantidades de açúcar mas levava tantos ovos que se alguém por exemplo como eu (que não tenho vesícula) fosse comer, dava-lhe uma coisinha má! Ora para mim aquele bolo não era saudável... E por aí adiante, um bolo com leite não é saudável para um intolerante, assim como certos legumes não são aconselhados a pessoas com sindrome do intestino irritável... enfim não me quero alongar e tornar maçadora, mas é só para tentar explicar que, para mim, o saudável é muito relativo, é diferente de pessoa para pessoa! Acho é que de facto deve haver peso e medida para tudo, sem exageros. Cá por casa tentamos comer de forma equilibrada e variada e definitivamente sem extremismos!
    Desculpa o testamento Fia, mas é um tema que me tem suscitado muita atenção! :)
    Beijinho
    Joana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Joana concordo inteiramente com as tuas palavras. Primeiro temos de conhecer o nosso organismo, para lhe dar realmente aquilo que precisa e que melhor o satisfaz. Segundo devemos aprender a olhar para a composição dos produtos e decifrar até que ponto é assim tão saudável. Nós também tentamos ter uma alimentação variada. Uns dias mais saudável, outros dias menos, sem extremismos.
      Beijinhos e obrigada pelas tuas palavras

      Eliminar
    2. Acho que o equilíbrio é mesmo o mais importante!

      Eliminar
  6. Na minha casa sempre comemos pouca carne, passo dias sem carne. Concordo que devemos pesquisar muito bem sobre outras opções. Tenho sempre à mesa salada ou verduras e passei a usar mais leguminosas, beijinhos
    https://maria-a-procura-de.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Eu confesso que não sou nada vegetariana...mas a alimentação é a base para uma boa saúde.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  8. Eu cada vez mais me preocupo com a alimentação. Não sigo nenhuma dieta, nem me privo de comer o que quer que seja. No entanto, o que descreves em relação aos animais, ao seu sofrimento, também me preocupa e deixa-me verdadeiramente sensibilizada. Sou muito sensível ao sofrimento quer de pessoas e/ou animais. Mas antes de optar por que produto seja, preocupo-me em ler os rótulos. E não poderia estar mais de acordo com o que viste no documentário. Nem tudo o que está rotulado de saudável, o é verdadeiramente. Evito ao máximo tudo o que é processado e cada vez faço o máximo que posso em casa, principalmente a nível de alimentação. O que por vezes, até fica mais em conta e sabemos realmente aquilo que consumimos. beijinhos

    https://saboresdoninho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. É um assunto que me interessa bastante, mas é também uma questão que tem tantas respostas divergentes que se torna difícil chegar a uma conclusão (pelo menos, para mim!).
    Sem dúvida que ser vegetariano não é necessariamente ser saudável! Eu não sou de radicalismos, acredito que se trata de encontrar um equilíbrio.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Cá em casa comemos principalmente carne de aves, uma ou outra vez de vaca e raramente de porco. Saladas, sopas e muita fruta é algo que não pode faltar e tentamos fazer uma alimentação saudável. Acho que se deve tentar comer de forma equilibrada e não cair em excessos :)

    Beijinhos e boa Sexta <3
    http://demantanosofa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Concordo plenamente, vegetariano NÃO é sinonimo de saudável!
    Beijocas,

    http://tudosobretudon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. A comida processada é algo que me incomoda muito. Ser vegetariano, como tu dizes, não é de facto o mesmo que ser saudável, é apenas uma ideologia e uma opção de vida.
    Acima de tudo tem de haver equilíbrio.

    ResponderEliminar
  13. Completamente de acordo Fia. Acho que quem não souber ser vegetariano, pode inclusivé ficar com défice de algum nutriente importante,

    ResponderEliminar
  14. Eu devo confessar que estou só a precisar de algum tempo porque este assunto é algo que me interessa imenso!

    Beijinho d'

    A Marta
    https://amartaeumblog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. É bom refletir sobre este tema. Uma boa e sugestiva opinião a tua.
    bj

    ResponderEliminar
  16. O mais importante é mesmo uma alimentação equilibrada e ler os rótulos. No meu blog fiz um post sobre um hamburguer vegetariano que provei e o que referi é que por muito bom que seja há que ter em conta os processos pelos quais esse hamburguer passou e os ingredientes que leva para ser semelhante a um hamburguer de carne. Parabéns pelo teu post!

    ResponderEliminar
  17. Fia, tudo o que escreveste aqui, nesta postagem, eu assino palavra por palavra.
    Já vi pessoas se tornarem vegetarianas por modismo, sem uma avaliação médica. Mudar uma alimentação de maneira radical, requer muita atenção e responsabilidade. Agora comer menos carne, eu já faço e no meu caso, está sendo bom. É importante ressaltar que na questão da nutrição, cada coso é diferente. Somos únicos e o que é bom para um, pode não ser bom para outro. Portanto, seu texto está muito bom.

    ResponderEliminar