15 agosto, 2017

O regresso

O regresso à Bélgica é sempre acompanhado por um misto de sensações. É uma tristeza profunda deixar a família, é sempre a parte que mais me custa, principalmente desde que fui mãe. É também significado de fim de verão, porque sei que chegando à Bélgica a temperatura ronda no máximo os 25°C. Regressei no domingo e ainda não consegui andar de sandálias, porque há vários períodos de chuva durante o dia. Mas a verdade é que também me sabe bem estar na minha casa, no meu espaço, com os meus horários e normalizar as rotinas. Acima de tudo reconforta-me saber que estamos todos bem, e que estamos separados apenas pelos quilómetros, porque em pensamento estamos sempre juntos. Apesar da distância somos unidos! 

Imagem retirada daqui

O meu orientador de tese já me perguntou se não era aborrecido ir de férias sempre a Portugal; se não sentia necessidade de conhecer outros países. Sinceramente não consigo imaginar outro cenário, senão ir a Portugal visitar a família. Os outros países vão-se visitando ao longo do ano, em mini-férias. As férias grandes são em Portugal e não, isso não me aborrece, muito pelo contrário, isso fortalece-me! 

Venho com as energias renovadas, cheia de força e vontade para acabar o doutoramento e abraçar novos desafios! 


E vocês ainda estão de férias? 

01 agosto, 2017

Férias

Vou estar ausente durante 15 dias 🙌

Aproveitar família e o sol de Portugal faz parte dos meus planos nos próximos tempos 😉


Se for o caso boas férias para vocês, caso contrário bom trabalho!